Casos de maus tratos no Hospital Regional de Joinville podem parar no Ministério Público

Sargento Lima (PL) enviou documento ao Ministério Público para averiguar situação do Hospital Regional de Joinville

Hospital Regional de Joinville – Foto: Peterson Paul / Secom

O deputado estadual por Joinville, Sargento Lima (PL), que denunciou supostos casos de maus tratos no Hospital Regional Hans Dieter Schmidt, solicitou que o Ministério Público averigue a situação da unidade.

No documento enviado ao Procurador-Geral, o parlamentar pede a tomada de providências legais cabíveis para que, caso realmente se apresentem as irregularidades, o Governo do Estado faça alterações necessárias para melhorar os atendimentos.

Publicidade

De acordo com o parlamentar e conforme boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi chamada para atender duas situações de maus-tratos contra idosos na unidade.

Por nota, o Hospital Regional Hans Dieter Schmidt afirmou que no dia 26 de abril um paciente estava internado no Pronto Socorro e, devido a superlotação, encontrava-se sentado em uma poltrona.

Leia também:  Joinville promove “Dia D” de vacinação no próximo sábado

Durante a noite, o mesmo teria deitado no chão, alegando que era mais confortável. A equipe de enfermagem orientou o paciente a não tomar a atitude, porém, o mesmo se negou a retornar à poltrona. Na unidade, não havia macas ou leitos disponíveis no momento em questão.

Já na noite do dia 29 de abril, a Polícia Militar esteve no Pronto Socorro do Hospital Regional e conversou com o médico coordenador responsável pela Emergência com a alegação da demora no atendimento a um paciente.

Conforme o posicionamento, o médico teria atendido a guarnição e explicado o caso de superlotação e também esclarecido o método de atendimento conforme o Protocolo de Manchester.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui