Cerca de 27 mil moradores têm acesso ao esgotamento sanitário em cinco bairros de Joinville

Durante o mês de abril, 4,4 mil residências nos bairros Boa Vista, Fátima e Guanabara, o que representa de cerca de 13 mil pessoas, recebem orientação para realizar a conexão de seus imóveis à rede coletora de esgoto da Águas de Joinville. Em março, 4,5 mil residências dos bairros João Costa e Jarivatuba receberam autorização para se conectar, garantindo o acesso ao sistema de esgoto para outros 14 mil moradores.

A liberação é informada por carta enviada a cada residência, com explicação sobre como fazer a ligação corretamente. Por este motivo, o morador deve aguardar a liberação para iniciar o processo. As obras fazem parte do Plano Diretor de Esgoto da Companhia, que direciona ações e investimentos rumo à universalização do acesso aos serviços de esgoto em Joinville. Atualmente, a cobertura de esgoto na cidade é de 40,9% e 100% do esgoto coletado recebe tratamento e destinação adequada.

Publicidade
Leia também:  Esquadrilha da Fumaça faz apresentação em Joinville

Entenda como fazer a ligação

A orientação é que o proprietário, após receber a liberação, contate um encanador de confiança para verificar a tubulação do imóvel e realizar a conexão. É importante lembrar que a rede da parte de dentro do terreno deve direcionar a água do vaso sanitário, do ralo do chuveiro, das pias da cozinha e da churrasqueira, caso haja, para a rede pública de esgoto. É necessário que as pias de cozinha passem antes por uma caixa de gordura para prevenir o entupimento das redes e evitar extravasamento de esgoto nas ruas.

A água da chuva, de calhas e piscinas não deve ir para a rede coletora, e sim para a rede de drenagem da Prefeitura de Joinville. A Companhia também orienta que uma válvula de retenção seja instalada no coletor predial de esgoto antes da conexão à rede. A peça impede o retorno de esgoto e o acesso de roedores no interior das residências.

Leia também:  Polícia prende mulher por tentativa de estupro em Joinville

Com o sistema de esgotamento sanitário ativo, o imóvel passa a ser mais valorizado e contribui com o planeta ao devolver água limpa para a natureza. Além disso, com a ligação correta, se evita a proliferação de doenças e o mau cheiro.

Após a ligação do ramal interno à rede coletora, o morador não precisa mais dos serviços de caminhões limpa-fossa; portanto, deve desativar o sistema de fossa-filtro do imóvel, para evitar a formação e acúmulo de gases.

Águas de Joinville realiza a vistoria gratuitamente nos imóveis

Depois da ligação à rede de esgoto concluída, o morador faz o pedido de vistoria pelo número 47 99944-8729 ou gratuitamente pela central telefônica 115. O serviço, que não tem custo para o morador, é realizado por profissionais da empresa terceirizada Terra Norte. A empresa também faz contato ativo por telefone para agendar as visitas. No caso de prédios residenciais ou comerciais, o síndico pode entrar em contato com a Águas de Joinville para fazer o agendamento.

Leia também:  Dupla Sena de Páscoa sorteia prêmio de R$ 30 milhões

Os técnicos verificam se as ligações das residências à rede coletora estão corretas. As condições das caixas de gordura também são observadas, como localização e dimensionamento correto. O objetivo é combater as ligações irregulares que causam mau cheiro, contaminam o meio ambiente e causam extravasamentos nas ruas e refluxo de esgoto nos imóveis.

Caso alguma irregularidade seja encontrada, o morador é orientado a providenciar a correção em até 60 dias.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui