Ginecologista do Hapvida NotreDame Intermédica fala sobre os impactos dos hormônios na saúde da mulher madura

Ginecologista do Hapvida NotreDame Intermédica fala sobre os impactos dos hormônios na saúde da mulher madura

A menopausa é o período que corresponde à última menstruação e ocorre geralmente entre os 45 e 55 anos, quando o ciclo menstrual é suspenso por 12 meses, que também pode ocorrer por volta dos 40 anos, o que é chamado de menopausa precoce. As mudanças físicas, hormonais e emocionais derivadas da baixa produção hormonal podem afetar a vida sexual da mulher.

A ginecologista do Hapvida NotreDame Intermédica, Yara Caldato, explica que, apesar da deficiência hormonal, é possível desfrutar da intimidade com o parceiro de forma saudável. “Em primeiro lugar, é preciso estar munida das informações necessárias e de autoconhecimento para que esse período seja aproveitado da melhor forma possível. O diálogo entre o casal deve ser priorizado, para que ambos se sintam confortáveis no relacionamento, mesmo diante dessas restrições hormonais.”

A especialista informa que os principais hormônios femininos são o estrogênio e a progesterona, e que o excesso e a deficiência de cada um deles podem influenciar diretamente na saúde da mulher. “O estrogênio, que é o principal hormônio feminino, promove o desenvolvimento das características sexuais da mulher. Sua deficiência pode causar osteoporose, suores noturnos, esquecimento, insônia e infertilidade, e o seu excesso causa dor de cabeça, náusea, vômitos e risco de trombose. No caso da progesterona, como ela está diretamente ligada ao ciclo menstrual, em casos de deficiência, pode causar irregularidades e infertilidade. Já em casos de excesso, sintomas envolvendo sonolência, acne, humor depressivo, fadiga, dores articulares e constipação podem ser identificados. Por isso, a importância de manter um equilíbrio hormonal”.

Publicidade

Segundo Yara, é preciso ter uma atenção especial em relação à saúde emocional, pois os baixos níveis hormonais alteram o humor. “Temos a presença de um quadro melancólico mais acentuado, diminuição da libido, fogachos (calorões) e alterações na pele e no cabelo. Tudo isso precisa ser avaliado pois, nessa fase, os níveis hormonais estão bem baixos. A nossa expectativa de vida hoje é muito alta, a mulher passa muito tempo da sua vida na menopausa”, ressalta.

Sobre o Hapvida NotreDame Intermédica

A fusão entre a Hapvida e a NotreDame Intermédica, em fevereiro de 2022, levou à criação da maior empresa de saúde e odontologia do Brasil. Com mais de 68 mil colaboradores, atende cerca de 16,1 milhões de beneficiários de saúde e odontologia, que têm à sua disposição a maior rede própria de atendimento presente nas cinco regiões do país. Todo o aparato da companhia foi construído a partir de uma visão abrangente e integrada, voltada ao cuidado da saúde por meio de 84 hospitais, 78 prontos atendimentos, 335 clínicas médicas e 269 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial, além de unidades especificamente voltadas ao cuidado preventivo e crônico. Desta combinação de negócios, apoiada em qualidade médica e inovação, resulta uma empresa com os melhores recursos humanos e tecnológicos para os seus clientes.

c09db8c9-e6c0-cb15-4ef2-8e946afc584e.jpg

Leia também:  Caça ao Ninho movimenta a Páscoa das crianças em Joinville; veja como foi