Inteligência artificial auxilia diagnóstico de doenças cardíacas e salva vidas

Inteligência artificial auxilia diagnóstico de doenças cardíacas e salva vidas

Desde 2021, a Hapvida NotreDame Intermédica utiliza sistema integrado com inteligência artificial que já analisou mais de 382 mil exames de eletrocardiograma (ECG) nas emergências das unidades, tendo quase 8 mil achados críticos que ajudaram os médicos a salvar milhares de vidas

As doenças cardiovasculares representam, anualmente, as principais causas de mortes no Brasil. De acordo com o Ministério da Saúde, cerca de 300 mil indivíduos por ano sofrem Infarto Agudo do Miocárdio (IAM), ocorrendo óbito em 30% desses casos. Portanto, precisão e agilidade são fundamentais para assegurar um melhor desfecho clínico aos pacientes em emergências quando o assunto é o diagnóstico e tratamento de doenças cardiovasculares. Nesse contexto, o exame de eletrocardiograma (ECG) é uma das ferramentas fundamentais para avaliar a atividade elétrica do coração e apoiar no diagnóstico de problemas cardíacos como as arritmias e infarto agudo do miocárdio.

Desde 2021, a Hapvida NotreDame Intermédica, utiliza um sistema integrado com Inteligência Artificial (IA) que avalia os exames de ECG em menos de um minuto e alerta a equipe clínica sobre possíveis alterações nos exames, que, por sua vez, prioriza a avaliação desses exames e entrega o laudo em até 15 minutos.

Publicidade

“Considerando a amplitude geográfica e a integração desse projeto com toda a linha de cuidado da urgência, trata-se de uma iniciativa pioneira no Brasil. A iniciativa surgiu da necessidade de auxiliar os nossos médicos das emergências a fazerem um diagnóstico rápido e preciso de doenças cardíacas. Essa IA analisa automaticamente os ECGs, prioriza e sugere possíveis alterações e, dessa forma, torna-se uma ferramenta poderosa que fornece subsídios para realizar o diagnóstico de maneira mais rápida e precisa”, explica Marcelo Moreira, diretor executivo de padronização e protocolos médicos da Hapvida NotreDame Intermédica.

Desde sua implantação, a companhia já analisou mais de 382 mil eletrocardiogramas, sendo 145 mil com alguma alteração. Dentre esses, quase 8 mil exames com resultados considerados graves e que ajudaram médicos a fazer o correto diagnóstico e, em associação com o time de Telecardiologia, definir o melhor tratamento de forma precoce, minimizando riscos de complicações por doenças cardiovasculares.

Composto por um software de análise, o sistema utiliza um conjunto de algoritmos de aprendizado que foram treinados a partir de uma base de dados de ECGs normais e anormais. O programa faz a triagem desses resultados e os separa em duas categorias. Aqueles em que não foi possível garantir a normalidade passam a ter prioridade. “Quando o programa alerta sobre alguma alteração grave, é feita uma sinalização de criticidade no laudo do eletro que imediatamente chega para o médico que está acompanhando o paciente. Esse alerta também é direcionado aos gestores da unidade para que possam saber que há um paciente potencialmente grave na unidade.”

Além disso, segundo o diretor executivo de padronização e protocolos médicos da organização, o sistema é capaz de se adaptar a padrões individuais de pacientes e de realizar diagnósticos mais precisos e específicos ao longo do tempo. Disponível atualmente em 20 estados, a integração do sistema para todas as unidades da empresa deve ocorrer até o fim de 2023.

Central de apoio aos médicos

Por se tratar de uma interpretação de resultados complexa por parte da equipe médica, a Hapvida NotreDame Intermédica identificou a importância de estabelecer uma central de apoio com profissionais especializados para oferecer aos médicos o suporte. “Por meio dessa central, o médico que está na emergência tem a possibilidade de discutir, tirar dúvidas e obter orientações sobre a melhor conduta para cada paciente.”

Sobre a Hapvida NotreDame Intermédica

A fusão entre a Hapvida e a NotreDame Intermédica, em fevereiro de 2022, levou à criação da maior empresa de saúde e odontologia da América Latina. Com 77 anos de experiência a partir das aquisições durante sua história no país, a companhia possui mais de 68 mil colaboradores, atende cerca de 16,1 milhões de beneficiários de saúde e odontologia e têm à disposição a maior rede própria de atendimento com um sistema integrado que conecta as unidades das cinco regiões do país. Todo o aparato foi construído a partir de uma visão abrangente e integrada, voltada ao cuidado da saúde por meio de 84 hospitais, 78 prontos atendimentos, 335 clínicas médicas e 269 centros de diagnóstico por imagem e coleta laboratorial, além de unidades especificamente voltadas ao cuidado preventivo e crônico. Desta combinação de negócios, apoiada em qualidade médica e inovação, resulta uma empresa com os melhores recursos humanos e tecnológicos para os seus clientes.

Foto

0e061b20-cf61-46ec-0556-d7981ac2a43d.jpg

This email was sent to michelle.castro
why did I get this? unsubscribe from this list update subscription preferences
Michelle Castro · Via Napoli · Joinville, SC 89219-600 · Brazil

Email Marketing Powered by Mailchimp

Leia também:  10 dicas para eliminar os criadouros do mosquito da dengue em residências