Mais de 2 mil crianças participam de atividades do Jeville na Arena Joinville

O gramado da Arena Joinville foi tomado por cerca de 2 mil crianças neste sábado (30), em atividades da modalidade “Jogos e Brincadeiras” da 23ª edição dos Jogos Estudantis de Joinville (Jeville).

Na arquibancada, pais e familiares em torcida pelos pequenos, com direito até a percussão e coreografia.

“Espetacular! Meu filho acordou às 6 horas da manhã falando: Papai, vamos para a Arena! Quando chegamos aqui, tinha uma fila de carros e as famílias sorrindo, num clima muito bom. Essa mistura dos colégios públicos e particulares é muito legal. Meus pais estão emocionados na arquibancada, vieram ver os netos”, disse Edigar Zimermann, que trouxe os dois filhos de 4 e 6 anos de idade, além da sobrinha de 7.

Publicidade

Crianças entre 6 e 10 anos participaram de brincadeiras de queimada, embaixadinha, vôlei sentado, cadeira de rodas, pênalti com alvo, cabo de guerra e corrida jokempô. A ideia é estimular a prática esportiva e incluir essa faixa etária no Jeville.

Leia também:  Aberta a segunda etapa de inscrições do Programa Movimenta Joinville

“O objetivo é a sensibilização dessa faixa etária para que eles possam vivenciar diferentes atividades ainda sem o princípio de competição para que eles possam conhecer as modalidades e se sentirem parte dos jogos. Todos os que passarem pelas sete estações montadas aqui vão ser premiados com medalha de participação, que vão guardar essa lembrança para quando forem mais velhos e tiverem a oportunidade de competir lembrarem que já faziam parte dos jogos”, explica o secretário de Esportes, André Mattos.

Duas estações de paradesporto foram montadas, com corrida de cadeira de rodas e o vôlei sentado, para que as crianças também experimentem essas diferentes possibilidades.

Uma das atividades que mais chamava atenção era mesmo a de cadeira de rodas. Pedro, de 10 anos, tinha acabado de fazer o percurso. “Achei bem legal. É uma oportunidade da gente saber como as pessoas cadeirantes se sentem. Agora sei como é difícil andar de cadeira de rodas”, contou o estudante.

Leia também:  JEC Futsal vence o Praia Clube e mantém a liderança na Liga Nacional

As atividades paradesportivas retornaram para a edição dos jogos deste ano. Por isso, a equipe incluiu a modalidade para trabalhar a inclusão com os pequenos.

Uma equipe de quase 50 pessoas entre voluntários, atletas e servidores trabalharam para garantir a organização e realização do evento.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui