Prefeito sanciona lei que regulamenta a tecnologia 5G em Joinville

Com a lei sancionada nesta segunda-feira (11), a cidade está preparada para receber investimentos de tecnologia 5G

Prefeito sancionou lei que regulamenta 5G em Joinville – Foto: Prefeitura de Joinville/Divulgação

A cidade de Joinville, no Norte de Santa Catarina, já está pronta para receber o 5G, pelo menos no papel. É que na manhã desta segunda-feira (11), o prefeito Adriano Silva sancionou a lei que regulamenta a implantação da tecnologia no município.

Publicidade

A Lei Complementar 600 trata do procedimento para a instalação de infraestrutura de suporte para Estação Transmissora de Radiocomunicação autorizada pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicação). Com a aprovação, Joinville está pronta para receber investimentos de tecnologia 5G.

Por determinação do governo federal, porém, a tecnologia será implantada primeiro nas capitais brasileiras. Mas o prefeito explica que a prefeitura está trabalhando para que Joinville esteja na vanguarda dos investimentos nessa área.

Leia também:  Defesa Civil de Joinville monitora a possibilidade de maré alta nos próximos dias

“É uma das melhores leis já montadas e faz com que Joinville esteja preparada para receber investimentos privados do 5G. É fundamental que isso tenha ocorrido para que as empresas que estão fazendo o planejamento dos investimentos em 5G entendam que Joinville está pronta”, destaca Adriano.

O secretário Planejamento Urbano e Desenvolvimento Sustentável, Marcel Virmond Vieira, explica que a partir da implantação do 5G vai ser possível ter outras tecnologias, como a Internet das Coisas, em Joinville.

“Isso é um incremento significativo na dinâmica das atividades empresariais. Existem outras tecnologias menos conhecidas, como as redes de infraestrutura, as redes de serviço e as redes de equipamentos colocadas na nuvem, que só vão se tornar possíveis por meio da implantação do 5G. Essa tecnologia é fundamental para a continuidade do desenvolvimento econômico de Joinville”, pontua.

Leia também:  Prefeitura de Joinville prepara processo licitatório da duplicação Ottokar Doerffel

Para Fabiano Dell Agnolo, diretor executivo do Join.valle, a sanção da lei tem um significado muito grande. Fabiano informa que o 5G não apenas aumenta a velocidade da internet, mas também diminui a sua latência. Na prática, é um menor tempo de resposta e transferência de dados, que dos atuais 40 milissegundos (ms) do 4G será a 1 ms com o 5G.

“Isso vai nos permitir termos a tão falada Indústria 4.0. Poderemos ter milhares de equipamentos conectados, conversando entre eles em tempo real. Estamos fazendo uma girada de chave absurdamente grande no impacto de novos negócios de alto valor agregado”, salienta.

Um dos responsáveis pelo desenvolvimento da Lei Complementar 600 foi o vereador Alisson Julio. Segundo o parlamentar, Joinville tem agora a Lei mais moderna do país, nessa área. “Estamos largando na frente. Joinville é uma das primeiras cidades do Brasil a ter este ambiente pronto para a instalação da tecnologia. É uma cidade grande e totalmente apta a receber o sinal 5G”, diz o vereador.

Leia também:  Dupla Sena de Páscoa sorteia prêmio de R$ 30 milhões

A implementação da tecnologia nas capitais deve ser feita até o fim de 2022 e, então, depois desse período, outras cidades como Joinville poderão receber as antenas.

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui