Sugestão de pauta: Seminário de Educação Digital no Summit Cidades

Olá, bom dia.Compartilho abaixo sugestão de pauta sobre o Seminário de Educação Digital que ocorrerá durante o Summit Cidades. Fico à disposição para mais informações e solicitações de entrevistas.

Summit Cidades: seminário discute educação digital

Evento terá como foco os desdobramentos da Política Nacional de Educação Digital, em vigor desde janeiro

Publicidade

Durante o Summit Cidades, prefeitos, gestores e profissionais da educação terão a oportunidade de discutir os desdobramentos da Política Nacional de Educação Digital, em vigor desde janeiro deste ano. O Seminário de Educação Digital será realizado no segundo dia do evento, terça-feira, 27, promovido pela Federação de Consórcios, Associações e Municípios de Santa Catarina (FECAM), em parceria com o Consórcio de Inovação na Gestão Pública (CIGA). O Summit Cidades é o maior evento sobre e para cidades de Santa Catarina, e deverá reunir cerca de cinco mil pessoas entre os dias 26 e 28 de junho no CentroSul, em Florianópolis.

A abertura do Seminário será às 9h, na Sala Joaquina, com as presenças da presidente da FECAM, Milena Lopes, presidente do CIGA, Ércio Kriek, diretora de Ensino Secretaria do Estado da Educação, Sônia Regina Fachini, da secretária de educação de Caçador e presidente do colegiado Estadual de Educação da FECAM, Lenira Carneiro e um representante da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime), Alex Tardetti. Na sequência, haverá uma mesa sobre “A Educação na Sociedade Digital”, com a participação da professora ngela Amin, autora da proposta de lei que criou a Política Nacional de Educação Digital, e do professor Neri dos Santos, do programa de pós-graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento da UFSC.

Leia também:  Especialista orienta sobre consumo consciente na Black Friday

Também fazem parte da programação mesas redondas sobre Cidadania Digital; Educação para o Capital Humano; Pesquisa e Desenvolvimento em TIC para Educação; Educação e Tecnologia para o futuro das cidades; Infraestrutura e Conectividade. Ao longo do dia, prefeituras selecionadas apresentarão boas práticas em andamento em suas cidades na área da educação.

O encerramento do Seminário terá uma mesa redonda no palco principal do evento (Palco NSC) com o tema “Fortalecendo a Segurança Escolar: Explorando Soluções Tecnológicas para um Ambiente Educacional Protegido”, marcada para às 18h, com a participação do promotor Diego Barbieri (Cyber GAECO – MPSC), do delegado Gustavo Silveira (Polícia Civil SC) e do major Rodrigo Augusto Schmidt (PMSC) e representantes de empresas da área de tecnologia.

Boas Práticas de Educação nos municípios catarinenses

Como parte da programação prévia do Summit Cidades, prefeituras puderam inscrever seus projetos exitosos em um Banco de Boas Práticas fomentado pelo CIGA e pela FECAM. Ao todo, 43 boas práticas foram selecionadas para apresentação no evento, sendo 18 delas voltadas para a área da Educação. Seis dessas boas práticas serão apresentadas durante o Seminário de Educação Digital, e outras 12 estarão integradas na programação geral do Summit (distribuídas nos espaços Fepese Experience e no Espaço Municipalista).

Leia também:  Prefeitura assina Ordem de Serviço para a pavimentação de sete ruas no Aventureiro

Relação das boas práticas em Educação a serem apresentadas no Summit Cidades:

– I Seminário da Rede Municipal de Educação de Pomerode: Semeando Saberes, Colhendo Inspiração – Uma prática de gestão democrática e participativa (Pomerode)
– Uma experiência exitosa de escola do campo em tempo integral (Nova Itaberaba)
– Aulas de robótica para alunos de vulnerabilidade social em escola pública (Fraiburgo)
– Transformando Laboratórios De – Informática em Sala Maker, Alunos Protagonistas (Caçador)
– Árvores da Minha Escola: Contribuindo para uma ação sustentável com foco na pesquisa investigativa e interdisciplinar (Mondaí)
– Educação Financeira para Crianças (Jaraguá do Sul)
– Avança Vida Saudável e Sustentável nas Escolas de Tempo Integral (Lebon Régis)
– Gestão de Resultados (Lebon Régis)
– Gestão do transporte escolar no município (Criciúma)
– Primeira construção modular 100% em fábrica no Brasil é realizada (Iomerê)
– Grupo Interdisciplinar de Formação para o Ensino GRIFE (Araquari)
– Cooperativa Escolar (São Carlos)
– Inovação na Gestão da Educação envolvendo as pessoas na utilização dos recursos (Caçador)
– Libras (Jaraguá do Sul)
– Programa Todos pela Leitura (São Carlos)
– Programa Vale Livro (Mondaí)
– Projeto Contraturno: A Escola dos Sonhos (Peritiba)
– Resgatando Valores (Pinhalzinho)

Leia também:  Abrigos de ônibus de Joinville se transformam em cartões-postais urbanos

Sobre a Política Nacional de Educação Digital

A Lei nº 14.533 de 11/01/2023 institui a Política Nacional de Educação Digital (Pned), que estabelece as diretrizes para o desenvolvimento de competências digitais desde o ensino fundamental. Inclui na educação básica o ensino de computação, programação e robótica com o objetivo de inserir os estudantes no mundo digital e no mercado de trabalho, e de estabelecer diretrizes de ampliação ao acesso à tecnologia. A política se apoia em quatro eixos: inclusão digital da sociedade; educação digital nas escolas; ações de capacitação do mercado de trabalho; e incentivo à inovação, pesquisa e ao desenvolvimento. A Pned também determina a formação de professores em competências digitais, bem como em sua utilização, incluindo entre os seus objetivos a promoção e divulgação da robótica e do letramento digital.