Ciclista morto

Segurança

STJ manda soltar motorista que atropelou e matou ciclistas em Joinville

Acidente aconteceu em outubro de 2021, na zona Norte de Joinville- Foto: Polícia Militar/Divulgação/ND

Pouco mais de seis meses após atropelar e matar Lindacir Rodrigues da Silva Morando, de 55 anos, e Thais Dias Gonçalves, de 25 anos, o motorista Carlos Batista Bento teve a liberdade concedida pelo STJ (Superior Tribunal de Justiça). O acidente aconteceu no dia 22 de outubro de 2021, no bairro Jardim Paraíso, zona Norte de Joinville e a liberdade foi concedida na última sexta-feira (13).

As duas ciclistas estavam na ciclofaixa quando foram atingidas pelo carro dirigido por Carlos. Ele foi preso em uma região próxima ao local do atropelamento, foi solto após pagamento de fiança e preso três meses depois na Bahia, quando já era considerado foragido após expedição e mandado de prisão.

No entanto, na última decisão do desembargador Olindo Menezes, o motorista teve o direito à liberdade concedida. Segundo o desembargador, que acatou pedido da Defensoria Pública de Santa Catarina, “somente admite a prisão cautelar quando não for possível a sua substituição por medidas cautelares”. Menezes ressaltou, ainda, que a decisão não “está a dizer que o crime não seja grave, nem que a conduta do paciente não seja altamente reprovável”.

Ainda assim, o desembargador acatou o pedido e substituiu a prisão por outras medidas, como a apresentação de Carlos, a cada dois meses; impedimento de dirigir novamente até o julgamento e, ainda, impedimento de mudança de endereço sem autorização prévia da Justiça.

O motorista é acusado por dois homicídios e, em depoimento, alegou que o teste do bafômetro, que acusou uso de álcool, detectou um enxaguante bucal que ele teria utilizado instantes antes de sair de carro para buscar a companheira.