Torcida Organizada

Segurança

Torcida organizada do Joinville é proibida de entrar em estádios e ginásios por um ano após briga

A União Tricolor, organizada do Joinville, foi proibida de entrar em estádios e ginásios por um ano após participação em uma briga que também envolveu torcedores de Paysandu e Remo no mês de fevereiro. A punição passou a valer no dia 5 de maio e trata do acordo entre Ministério Público (MP-SC), Polícia Militar (PM-SC), Federação Catarinense de Futebol (FCF) e outras instituições.

Conforme o Termo de Deliberação, a proibição é válida em todo país e em qualquer modalidade esportiva, seja profissional ou amistosa. Os torcedores não podem acessar esses espaços com vestimentas, bandeiras ou qualquer instrumento que faça referência ao símbolo da União Tricolor.

Doze envolvidos foram presos preventivamente por tentativa de homicídio e lesão corporal no dia 24 de março. Destes, dois permanecem presos. O restante teve a liberdade provisória concedida pela Justiça.

Torcedor gravemente ferido
A briga aconteceu no dia 20 de fevereiro em um bar no bairro Aventureiro. No ataque, um torcedor do Paysandu foi atingido com uma barra de alumínio, socos e chutes e ficou gravemente ferido. A vítima deixou o hospital mais de um mês após as agressões.

Segundo a polícia, a emboscada contou com aproximadamente 30 torcedores encapuzados. Mulheres e crianças também foram vítimas da ação.